MONITORAMENTO ESPAÇO-TEMPORAL DA CONCENTRAÇÃO DE SARS-COV-2 NOS ESGOTOS SANITÁRIOS DA RMRJ

03/05 – Incidência de detecção de SARS-CoV-2 nos pontos de amostragem e semanas de monitoramento do Estudo Monitora Corona

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email

Comentários
Crescimento do registro de detecção positiva a partir da Semana Epidemiológica 5 (semana 15 do Estudo, 01/02/21), alcançando 100% dos pontos de monitoramento a partir da Semana Epidemiológica 8 (semana 18 do Estudo, 22/02/21). Desde então, nas 10 semanas subsequentes, incluindo a última semana avaliada (Semana Epidemiológica 18, semana 28 do estudo, 03/05/21), mantida a detecção positiva em 100% dos pontos de monitoramento. Crescimento da média móvel da concentração viral superior a 15% (vermelho) em 90% dos pontos de monitoramento, na comparação entre os valores da 28a. e 26a. semanas do Estudo (Semanas Epidemiológicas 17 e 15). Redução superior a 15% (verde) somente em um ponto de monitoramento (EE Leblon). A partir da metodologia adotada nenhum ponto apresentou estabilidade, correspondente ao crescimento ou redução inferior a 15% (amarelo).

Pontos com maior e menor incidência de detecção de SARS-CoV-2 em 28 semanas de monitoramento:
• ETE Barra da Tijuca →96% das semanas
• ETE Vargem Grande →75% das semanas

Semanas de monitoramento em que ocorreram o maior e o menor percentual de detecção de SARS-CoV-2 nos 10 pontos de monitoramento:
• Semanas 1, 2, 3, 18 até 28 →100% dos pontos
• Semana 14 →40% dos pontos

Obs. Para mais informações e dados tabulados, consultar os relatórios mensais de acompanhamento do projeto.

MONITORAMENTO ESPAÇO-TEMPORAL DA CONCENTRAÇÃO DE SARS-COV-2 NOS ESGOTOS SANITÁRIOS DA RMRJ

Quadros Síntese