MONITORAMENTO ESPAÇO-TEMPORAL DA CONCENTRAÇÃO DE SARS-COV-2 NOS ESGOTOS SANITÁRIOS DA RMRJ

28/06 – Incidência de detecção de SARS-CoV-2 nos pontos de amostragem e semanas de monitoramento do Estudo Monitora Corona

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email

Comentários
Crescimento do registro de detecção positiva a partir da Semana Epidemiológica 5 (semana 15 do Estudo, 01/02/21), alcançando 100% dos pontos de monitoramento a partir da Semana Epidemiológica 8 (semana 18 do Estudo, 22/02/21). Desde então, nas 18 semanas subsequentes, incluindo a última semana avaliada (Semana Epidemiológica 26, semana 36 do estudo, 28/06/21), é mantida a detecção positiva em 100% dos pontos de monitoramento, mesmo com a inclusão das 10 novas estações a partir de 03/05/2021 (Semana Epidemiológica 18, Semana de Monitoramento 28) e a ETE Paquetá, a partir de 16/06/2021 (Semana Epidemiológica 24, Semana de Monitoramento 34). Destaca-se nesta 36ª semana do Estudo (Semana Epidemiológica 26), redução na concentração viral acima de 15% (verde) em apenas 10%dos pontos de monitoramento, estabilidade (amarelo) em 20% dos pontos e aumento superior a 15% (vermelho) nos outros 70% dos pontos, na comparação das médias móveis entre os valores da 36a. e 34a. semanas do Estudo (Semanas Epidemiológicas 26 e 24).

Todos os 10 novos pontos incorporados ao estudo a partir da SE18 (SM28, 03/05/2021) registraram detecção positiva em 100% das semanas monitoradas. Os pontos pré-existentes com maior e menor incidência de detecção de SARS-CoV-2 em 36 semanas de monitoramento são:

• ETE Barra da Tijuca →97% das semanas
• ETE Vargem Grande →81% das semanas

Semanas de monitoramento em que ocorreram o maior e o menor percentual de detecção de SARS-CoV-2 nos 21 pontos de monitoramento:

• Semanas 1, 2, 3, 18 até 36 →100%dos pontos
• Semana 14 →40% dos pontos

Obs¹. Para mais informações e dados tabulados, consultar os relatórios mensais de acompanhamento do projeto.
Obs². Desde 03/05/2021, novos pontos de monitoramento foram incluídos na malha amostral do Estudo Monitora Corona, que agora conta com 21 pontos de monitoramento distribuídos na RMRJ. Mais informações podem ser obtidas no relatório Junho/2021.
Obs³.Ainda não é possível analisar a evolução da média móvel para o ponto ETE Paquetá, por haver apenas três semanas de dados até o presente boletim.

MONITORAMENTO ESPAÇO-TEMPORAL DA CONCENTRAÇÃO DE SARS-COV-2 NOS ESGOTOS SANITÁRIOS DA RMRJ

Quadros Síntese