MONITORAMENTO ESPAÇO-TEMPORAL DA CONCENTRAÇÃO DE SARS-COV-2 NOS ESGOTOS SANITÁRIOS DA RMRJ

18/01 – Semana 13 – ETE SÃO GONÇALO

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email

PONTO DE MONITORAMENTO: ETE SÃO GONÇALO
POPULAÇÃO CONTRIBUINTE: 192.693 HABITANTES
REGISTRO SEMANAL: 1 – 13
SEMANAS EPIDEMIOLÓGICAS: 44 – 03

BAIRROS CONTRIBUINTES AO PONTO DE MONITORAMENTO
• Rio de Janeiro
Antonina*, Boa Vista, Boaçu, Brasilândia, Camarão*, Centro*, Cruzeiro do Sul*, Estrela do Norte*, Fazenda dos Mineiros*, Gradim* , Itaúna*, Mangueira*, Mutuá, Mutuaguaçu, Mutuapira*, Parada Quarenta*, Paraíso*, Patronato*, Porto da Madama*, Porto da Pedra, Porto do Rosa, Porto Novo, Rosane, Salgueiro*, SãoMiguel*, Vila Iara

Obs:
a – Para compreensão dos métodos utilizados nas etapas de coleta de amostras e de concentração, extração e quantificação da carga viral, vide seção Detalhes do Estudo do relatório mensal de acompanhamento.
b – Os resultados obtidos nas amostras das semanas 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8 e 9 correspondem, extraordinariamente, a avaliação de amplificação das regiões-alvo N1 e N2, enquanto nas semanas 10, 11, 12 e 13 foi avaliada unicamente a região-alvo N1. Como relatado na mesma seção Detalhes do Estudo do relatório mensal, a metodologia de detecção de RNAviral por meio da técnica RT-PCR consistirá, regularmente, na avaliação de amplificação das regiões-alvo N1 e E presentes no gene N do SARS-CoV-2.
c – Nos casos em que não ocorreu a detecção por RT-PCR de um dos alvos virais, os valores reportados como média correspondem aos valores do alvo viral detectado.
* Bairros parcialmente contribuintes ao ponto de monitoramento. Maiores informações acerca das áreas de contribuição podem ser obtidas na seção Estrutura do relatório mensal de acompanhamento.

MONITORAMENTO ESPAÇO-TEMPORAL DA CONCENTRAÇÃO DE SARS-COV-2 NOS ESGOTOS SANITÁRIOS DA RMRJ

Quadros Síntese