MONITORAMENTO ESPAÇO-TEMPORAL DA CONCENTRAÇÃO DE SARS-COV-2 NOS ESGOTOS SANITÁRIOS DA RMRJ

01/11 – Incidência de detecção de SARS-CoV-2 nos pontos de amostragem e semanas de monitoramento do Estudo Monitora Corona (Período entre 05/04/2021 e 01/11/21).

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email

Crescimento do registro de detecção positiva a partir da Semana Epidemiológica 5 (semana 15 do Estudo, 01/02/2021), alcançando 100% dos pontos de monitoramento a partir da Semana Epidemiológica 8 (semana 18 do Estudo, 22/02/2021). Nas 33 semanas subsequentes, foi registrada detecção positiva em 100% dos pontos, mesmo com monitoramento temporário de 10 novos pontos entre 03/05/2021 (Semana Epidemiológica 18, Semana de Monitoramento 28) e 26/07/2021 (Semana Epidemiológica 30, Semana de Monitoramento 40), e da ETE Paquetá, a partir de 16/06/2021 (Semana Epidemiológica 24, Semana de Monitoramento 34). Em 11/10/2021 (Semana Epidemiológica 41, Semana de Monitoramento 51), essa sequência foi interrompida, dada a não-detecção viral nas ETE Penha e ETE Paquetá. Para as coletas de 01/11/2021 (Semana Epidemiológica 44, Semana de Monitoramento 54), os pontos ETE Barra da Tijuca e ETE Ilha do Governador também não registraram detecção viral nas amostras de esgoto. Excepcionalmente nesta 54ª semana do Estudo (01/11/2021, Semana Epidemiológica 44) não houve coletas nos pontos ETE Alegria e ETE Sarapuí, devido às fortes chuvas e questões logísticas com a nova concessionária. Contudo, tal lacuna será normalizada na semana 55, em que haverá duas coletas em datas distintas para esses pontos de forma a manter uma série histórica de monitoramento. Nesse sentido, para a presente semana, foi observada redução da concentração viral superior a 15% (verde) em 89% dos 9 pontos monitorados e aumento superior a 15% (vermelho) nos 11% restantes (1 ponto), na comparação das médias móveis entre os valores da 54a. e 52a. semanas do Estudo (Semanas Epidemiológicas 44 e 42).

A ETE Paquetá, introduzida na SE 24 (SM 34, 16/06/2021), registrou a primeira não detecção viral na SE 41 (SM 51, 11/10/2021), totalizando 95% de amostras positivas em seu histórico de monitoramento. Os pontos pré-existentes com maior e menor incidência de detecção de SARS-CoV-2 em 54 semanas de monitoramento são:

• ETE Barra da Tijuca → 96% das semanas (2 não-detecções)
• ETE Vargem Grande → 87% das semanas (7 não-detecções)

Semanas de monitoramento em que ocorreram maior e o menor percentual de detecção de SARS-CoV-2 nos 21 pontos de monitoramento:

Semanas 1, 2, 3, 18 até 50 e 52-53 → 100% dos pontos
• Semana 14 →40% dos pontos

Obs¹. Para mais informações e dados tabulados, consultar os relatórios mensais de acompanhamento do projeto. Obs². A partir de 02/08/2021, o monitoramento dos 10 novos pontos introduzidos em 03/05/2021 foi descontinuado, mantendo-se os 10 pontos monitorados desde o início do Estudo Monitora Corona (26/10/2020) e a ETE Paquetá, cujo monitoramento foi iniciado em 16/06/2021.

MONITORAMENTO ESPAÇO-TEMPORAL DA CONCENTRAÇÃO DE SARS-COV-2 NOS ESGOTOS SANITÁRIOS DA RMRJ

Quadros Síntese